Pular para o conteúdo principal

Postagens

Para os que sofrem infortúnios e calamidades

Natal, Ano Novo, Epifania e férias na escola ou no trabalho. Tempo de alegria, promessas, expectativas e revigoramento. No entanto, as calamidades, sofrimentos e tragédias coletivas e pessoais nos lembram que ainda vivemos em meio a um vale de lágrimas. Assim também se sucedeu com a Sagrada Família. Em meio à alegria da Anunciação e de uma concepção miraculosa, eles também experimentaram os dissabores da bisbilhotice e desonra, uma fuga apressada, a desventura de refugiados, o martírio das crianças inocentes. Os sofrimentos e tribulações que envolvem o nascimento de Jesus projetam a cruz sobre a manjedoura. Lutero escreveu certa vez: "Assim que a vida cristã ou qualquer outra coisa de Cristo começa, a próxima coisa, a cruz, está perto" (WA 27: 475-76). Mas, graças a Deus, o Menino que celebramos no Natal carrega uma promessa divinal em seu nome. Ele é Emanuel. Deus é conosco. Deus está comigo e com você. Essa promessa persiste, mesmo que o choro se misture ao riso. A promess…
Postagens recentes

O cheiro do Natal

No dia 17 aconteceu a Cantata de Natal na Igreja Reformada que pastoreio aqui em Itararé. Como sempre, momentos como estes são uma oportunidade de reviver a mensagem do amor de Deus, que veio ao mundo de forma tão humilde e singela. Assim como no primeiro Natal estiveram os humildes pastores das campinas de Belém, aqui também não faltaram as crianças da vila. Como acontece em todos os encontros do povo de Deus, também estiveram conosco a mesma multidão dos exércitos celestiais e também o Deus Menino.
Também tinha um presépio especial feito pelo nosso paroquiano Robert J. Blümel. O presépio reflete o amor que o Robert tem pela igreja e seu Senhor. O pai dele, Martin Johannes Blümel, foi pastor na Comunidade do Redentor (um belo templo de estilo gótico de 1894, próximo ao centro histórico de Curitiba) e na Comunidade Melanchton, no bairro Boqueirão (também em Curitiba), entre as décadas de 60 e 70. A dedicação que Robert tem pela igreja vem de berço. Quando ele me perguntou: “Tem que ser…

Natividade de John Donne

NATIVIDADE | John Donne

Tradução de Lawrence Flores e Marcus de Martini:

A imensidade toda em teu ventre divino
Abandona já o amado confinamento,
Ali, a fim de ser possível seu intento,
Surge neste mundo frágil e franzino.
Mas, onde o pouso para ti e teu menino?
Deita-o na manjedoura, pois do Oriente vasto
Sábios e estrelas virão para que o nefasto
Se detenha, o ciúme de Herodes assassino.
Vês, minha alma, c’os olhos da fé, como dorme
O que tudo preenche, mas ninguém segura?
Não é a piedade Dele tão enorme,
Para te apiedares na mesma altura?
Beija-o e até o Egito siga trilha adentro,
Com Sua mãe, que partilha teu sofrimento.

FLORES, Lawrence; MARTINI, Marcus de. Traduzindo La Corona, de John Donne. Revista Letras, São Paulo, v.49, n.1, p.29-46, jan./jun. 2009. Disponível em: http://seer.fclar.unesp.br/letras/article/view/1747. Acesso em: 21.dez.2017.

Tradução de Afonso Félix de Sousa:

A imensidade toda no ventre abençoado,
Agora deixa o ventre, bem amada clausura
Onde, por seu querer, se fez uma criatura
Fr…

Werkelijk vrij: een boodschap die "viraal" ging.

MEDITATIE | OCTOBER 2017

In de maand oktober herdenken we 500 jaar Protestantse Hervorming. Er zijn al veel feestelijkheden en activiteiten gaande op verschillende locaties en ook op de sociale media. Men verwacht dat deze herdenking viraal zal gaan op het internet. Iets gaat viraal, wanneer het zich erg verspreidt via de sociale media en heel populair wordt. U vergist zich als u denkt dat dit fenomeen bestaat sinds de komst van het internet.

Volgens het tijdschrift "The Economist" van december 2011 maakten de sociale media vijf eeuwen vóór Facebook de beweging van de Hervorming al populair. Een 'post' van Luther op de deur van de kerk van Wittenberg op 31 oktober 1517 veroorzaakte een ongeziene golf van reacties, zodanig dat binnen vier weken de hele christelijke wereld er kennis van had genomen. Net zoals tegenwoordig met 'likes' en 'retweets' was in de zestiende eeuw het aantal herdrukken een indicatie van de populariteit van een tekst. De pamflett…

É Primavera!

Todo ano ela vem e volta no ano que vem
Vem pra plantar, enfeitar a floresta
E toda a natureza entra em festa
Passarinhos e abelhinhas
Joaninhas e florzinhas perfumadas
As crianças nas escolas
Comemoram sua chegada


Essa é a primeira estrofe da música infantil “Vai e Vem das Estações” dos músicos Paulo Tatit e Sandra Peres (Palavra Cantada), com a participação de Mônica Salmaso e Arnaldo Antunes. É uma bonita descrição da alegria e vitalidade que é a chegada da primavera - a estação das flores, dos aromas e do renascimento da natureza. A estação começa nesta sexta-feira, dia 22, mas uma das minhas flores prediletas, a do ipê amarelo, já estão cobrindo as copas e o solo com sua beleza.

Tem uma história curiosa de ipê amarelo que aconteceu a quase 30 anos em Porto Velho, capital de Rondônia. A companhia de eletricidade instalou um poste de energia elétrica feito do tronco do ipê amarelo, mas depois de um tempo aquele tronco criou raízes, brotou e voltou a florescer na primavera. Voltou a ser u…

Ser pai é estar no céu

“Os filhos são herança do Senhor, uma recompensa que ele dá” (Salmo 127.3)

O Ano Novo de 2017 foi simultaneamente alegre e triste para um pai chamado Lamar Austin, nos Estados Unidos. Alegre, porque ele e sua esposa Lindsay tiveram o primeiro bebê do ano na cidade de Concord, capital do estado de New Hampshire. Triste, porque ele foi demitido do emprego porque faltou ao trabalho para levar sua esposa à maternidade e acompanhar o nascimento de seu filho Cainan. Acontece que o Estado em que Lamar vive adota uma lei trabalhista do tipo “emprego a critério” (employment at-will), onde o funcionário pode ser demitido sem justa causa a qualquer momento e por qualquer motivo. Esta é a história de um pai que diante de uma difícil decisão escolheu seguir o seu coração e priorizar a paternidade.

E por falar em prioridade, uma lição a esse respeito foi ensinada pelo treinador de um time de basquete da Lituânia. Em maio deste ano, Sarunas Jasikevicius, que treina o Zalgiris Kaunas, liberou o jogador…

"Jesus anda sobre o mar" por Anne de Vries

O Evangelho proposto para este 10º Domingo após Pentecostes é Mateus 14.22-33. Uma reinterpretação maravilhosa dessa narrativa, tanto para crianças e adultos, encontramos em O Grande Livro das Narrações Bíblicas, Novo Testamento (pág. 96-98), de autoria de Anne de Vries, reeditado em 2016 pelo Sínodo das Igrejas Evangélicas Reformadas no Brasil.

Anne de Vries (1904 – 1964) foi um professor e autor holandês muito popular em meados dos anos 1900. Isso mesmo, Anne é um homem. Anne costumava ser um nome epiceno,usado para ambos os sexos. De Vries escreveu com muita habilidade e reverência centenas de histórias bíblicas reunidas no Grande Livro das Narrações Bíblicas, um dos seus maiores projetos. Enquanto a maioria dos autores simplifica e trivializa a história bíblica para crianças, De Vries expande a narrativa bíblica, expressando emoções implícitas na narrativa, acrescentando detalhes e diálogos. De Vries não ignorou episódios complicados e delicados, mas recontou-os de uma man…