Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2013

Celulares e correntes douradas

Quem fala ao celular em local público sentencia os demais a compartilhar o que ninguém merece

MARCOS ROLIM*
marcos@rolim.com.br

A cena é banal. Sala de espera do banco, várias pessoas aguardando pelo atendimento. Um cliente dirige-se a um balcão lateral, à procura de alguns envelopes, quando seu celular toca, estridentemente. Ele atende e mantém conversação sobre uma festa. O colóquio envolve os engradados de cerveja necessários e quem ficou de comprar a carne, entre outros temas relevantes. O homem usa uma corrente dourada que aparece sob a camisa desabotoada e fala alto. Diz "ceva" ao invés de cerveja. Fico me perguntando o que eu tenho a ver com as "cevas" ou com a costela.
Pergunto-me muito. Nem sempre obtenho respostas. Certas dúvidas me acompanham por meses. Elas ficam em um canto, hibernando, até que, súbito, pulam faceiras diante da impressão de que encontraram uma resposta. Houve uma época em que se podia ler ou descansar em um ônibus, por exemplo. Isto fo…

Combate às drogas

Drauzio Varella
No combate às drogas ilícitas vamos de mal a bem pior. Até quando insistiremos nesse autoengano policialesco-repressivo-ridículo que corrompe a sociedade e abarrota as cadeias do país?

Faço essa observação, leitor, porque será votado na Câmara um projeto de lei que endurece ainda mais as penas impostas a usuários e traficantes.

Em primeiro lugar, não sejamos ingênuos, a linha que separa essas duas categorias é para lá de nebulosa: quem usa, trafica. O universitário de família privilegiada compra droga só para ele? O menino da periferia resiste à tentação de vender uma parcela da encomenda, para diminuir o custo de sua parte? Como amealha recursos o craqueiro da sarjeta que tem por princípio não roubar nem pedir esmola?

Nas ruas, quem decide como enquadrar o portador de droga apanhado em flagrante é o policial. Entre o universitário branco de boas posses e o mulato do Capão Redondo você consegue adivinhar quem irá preso como traficante?

Embora considerada tolerante, a l…